Imprimir esta página

A Saúde na imprensa portuguesa: que perfil editorial?

07 Jun 2014
4883 veces

Rita Araújo,
Felisbela Lopes

 

Fecha de recepción: 02/02/2014
Fecha de revisión: 03/03/2014
Fecha de preprint: 15/03/2014
Fecha de publicación final: 24/03/2014

Resumo
O estatuto editorial de um jornal orienta os jornalistas e os leitores numa espécie de protocolo de escrita e de leitura (Scholes, 1991), constituindo-se como a garantia de uniformidade dos textos publicados em determinado periódico. Propomo-nos, neste estudo, dar a conhecer o estatuto editorial que três jornais portugueses adotam relativamente ao noticiário de saúde. Fazemo-lo a partir da análise das notícias de saúde publicadas entre 2008 e o primeiro semestre de 2013 nos jornais Expresso, Público, e Jornal de Notícias. Sendo a saúde uma área transversal a toda a sociedade, que suscita um interesse cada vez maior pela parte do público e, consequentemente, da imprensa, importa perceber o que está a ser feito neste campo.

Abstract
The editorial line of a newspaper guides both journalists and readers in a writing and reading protocol (Scholes, 1991), and it assures the newspaper’s consistency. We propose to study the editorial line three Portuguese newspapers follow when it comes to health news. In order to do so, we analyze all the health news published between 2008 and the first semester of 2013 in Expresso, Público, and Jornal de Notícias. Health is a transversal issue to all society and the public is more and more interested in it. Therefore, health is also very appealing to the press, and it is important to understand what is being done in this field of expertise.

Valora este artículo
(0 votos)

Lo último de

Artículos relacionados (por etiqueta)